Aeroporto Vs. Aeródromo

28 de janeiro de 2015

Qual a diferença entre aeroporto e aeródromo? Quantos aeródromos existem no estado? O que é preciso para usá-los?

De acordo com o Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA), aeródromo é toda área destinada a pouso, decolagem e movimentação de aeronaves, podendo ser classificado como civil - quando destinado ao uso para o transporte de passageiros e cargas, tendo fins comerciais ou não - ou militar - quando destinados a transportar tropas, armamentos e outros equipamentos militares.

Os aeródromos civis são subdivididos em públicos - que constituem patrimônios autônomos, enquanto mantida sua destinação específica pela União, e só podem ser fechados mediante ato administrativo da autoridade de Aviação Civil, no caso, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC); e privados, que só podem ser utilizados com a permissão do seu proprietário, sendo vedada sua exploração comercial.

Vale ressaltar que os proprietários de aeródromos civis privados não podem sujeitar os usuários ao pagamento de tarifas. Os espaços são abertos ao tráfego através de processo de registro e podem ser fechados a qualquer tempo pelo proprietário ou pela própria ANAC.

Já os aeroportos são aeródromos públicos dotados de instalações e facilidades para apoio de operações de aeronaves e de embarque e desembarque de pessoas e cargas.Ou seja, um aeródromo mais completo e bem estruturado!

Em resumo, todo aeroporto é um aeródromo, porém nem todo aeródromo é um aeroporto.

O Rio Grande do Norte conta com um total de 11 aeródromos, públicos e privados, incluindo o próprio Aeroporto de Natal.

Baseado em informações do Portal ANAC.

Confira a galeria de fotos

Outras notícias

x