Aeroporto de Natal encerra 2015 com movimentação de mais de 2,5 milhões de passageiros

11 de janeiro de 2016

 Crescimento em 2015 foi 2,7% maior que o registrado em 2014.

 

O Aeroporto de Natal movimentou em 2015 mais de 2,5 milhões de passageiros entre embarques, desembarques e conexões. O Terminal, inaugurado em junho de 2014, fechou 2015 com um crescimento de 2,7% comparado ao ano anterior. No período foram registrados 22.727 mil pousos e decolagens, 97,3% domésticos e 2,7% internacionais. A maioria dos voos teve como destino a região Sudeste do país.

 

Em 2015, entraram para o portfólio do Aeroporto dois voos com destinos nacionais (GOL para Confins, Minas Gerais e para Porto Alegre, Rio Grande do Sul), e três novas rotas para o exterior: Cabo Verde operado pela companhia TACV, Buenos Aires pela GOL e Milão pela Meridiana Fly. Com isso, atualmente, o Terminal potiguar opera 356 voos domésticos (frequência regular semanal) para diversas cidades brasileiras e 14 frequências (semanal) internacionais para quatro destinos. O Aeroporto também foi eleito o Terminal aéreo mais limpo e mais cordial do Brasil nas pesquisas realizadas pela Secretaria de Aviação Civil, e o melhor Aeroporto brasileiro na 25º edição do Prêmio UPIS de Turismo em votação popular pela internet.

 

Para o presidente da Inframerica, o engenheiro José Luis Menghini, a expectativa é de crescimento em 2016. "O Aeroporto de Natal tem apenas um ano e seis meses de operação. Ainda temos 28 anos de administração pela frente e muita vontade de ver o Terminal crescer. A equipe está empenhada em trazer novos voos, destinos, companhias e serviços ao passageiro. O ano de 2016 será de muito trabalho e esforço para manter a qualidade do serviço prestado", conta.

 

A área comercial do Aeroporto de Natal foi expandida no ano anterior. Novos serviços e marcas abriram no Terminal, criando opções de compra, lazer e gastronomia para os passageiros. O Terminal de Cargas processou 11,5 mil toneladas em 2015, sendo 5 mil toneladas de exportações e 581 toneladas de importações. Em junho, a Lufthansa Cargo iniciou a operação no Aeroporto e em sete meses de operação já exportou 2,1 mil toneladas de frutas de produtores da região para a Europa. O Aeroporto construiu um Curral de 1.500 m² e exportou 150 cabeças de gado para a África. Destacaram-se também as exportações de pescado para os Estados Unidos e as importações de peças destinadas aos parques eólicos do Rio Grande do Norte e Maranhão e ao polo automotivo situado no estado de Pernambuco.

 

Para o presidente da concessionária, 2016 será um ano de muitos desafios e projetos para todo o sitio aeroportuário. "Duas redes de hotel devem iniciar as obras ainda este ano em locais estratégicos, próximo ao Aeroporto. O Terminal de Cargas também deve ter novidades. Estamos trabalhando para atrair novos voos para Natal, novas marcas e negócios. Somos a porta de entrada da 'Cidade do Sol' e acreditamos no potencial do Aeroporto, assim, também aguardamos o anúncio da decisão da companhia aérea TAM sobre o hub no nordeste", comenta. 

 

A Inframerica tem concessão de 28 anos do Aeroporto de Natal. O espaço, construído para expandir conforme a demanda, hoje tem capacidade para atender até seis milhões de usuários. 

x