Aeroporto de Natal comemora um ano de operação da Lufthansa Cargo

17 de junho de 2016

A companhia aérea já estuda a possibilidade de uma nova frequência semanal partindo do Terminal potiguar.

No mês de junho a Lufthansa Cargo completa um ano de operação no Aeroporto de Natal. Todos os domingos o cargueiro MD-11F realiza voo para a Frankfurt, na Alemanha. Neste período foram importados e exportados diretamente do Terminal de Cargas Brasil Natal (TCB Natal) mais de 2 mil toneladas de cargas.

A Lufthansa Cargo iniciou a operação no Aeroporto de Natal com quatro voos "teste", levando oito carretas de mamões vindas de fazendas do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco para a capital alemã. Após o sucesso da operação a companhia passou a operar regularmente. O cargueiro chega ao Aeroporto de Natal todo domingo às 14h15, permanecendo em solo por uma hora e meia, e parte para Frankfurt às 15h45.

Do total de cargas exportadas, a maioria dos embarques são frutas, dentre mamão, melão e abacaxi, além de embarques de pescados entre outros produtos.

O voo tem grande importância para o Aeroporto de Natal e todo o Rio Grande do Norte pela geração de empregos e exportação de produtos regionais. A Lufthansa Cargo já estuda a possibilidade de uma segunda frequência cargueira semanal em Natal ainda para este ano, disse o Sr. Cleverton Vighy, Gerente Regional Brasil da Lufthansa Cargo.

Para Daniel Ketchibachian, presidente da Inframerica, a localização estratégica e a qualidade do TCB Natal são os diferenciais para a consolidação da operação. "Natal está localizado no extremo do Brasil mais próximo da Europa e da África, o que encurta a viagem. Além disso, investimos na qualidade do Terminal de Cargas com profissionais especializados e tecnologia de ponta. É com muita alegria que comemoramos um ano de operação da Lufthansa Cargo no Aeroporto de Natal e ansiamos por muitos outros anos juntos", conclui.

O TCB Natal tem 18 mil m², sendo 4 mil m² de área construída. Desta estrutura, 1.495,97 m² são destinados ao recebimento de cargas vivas. Em 2014, o Terminal recebeu a primeira remessa da maior exportação de gado já realizada pelo Rio Grande do Norte. Foram enviados para a cidade de Dakar, no Senegal, 140 animais (machos reprodutores e fêmeas da raça Guzerá).

x